Início São João del-Rei Lendas Agenda Cultural Parceiros Vídeos Contato
 
Página inicial Lendas São Joanenses!
 
  Homenagem
do Mês
 
  Quem Somos
 
  Conheça São
João del-Rei
 
  Conheça
Nossas Lendas
 
  Agenda
Cultural
 
  Parceiros
 
  Vídeos
 
Coreto e Fonte Luminosa
 

N° do Processo de Tombamento Individual pelo Conselho Municipal de Preservação do Patrimônio Cultural: 040/2000.

Decreto Municipal n° 3198

O Jornal semanal “O S. João d’el-Rei”, dirigido por Odilon Andrade, de 05 de novembro de 1922, divulgou a notícia da inauguração do Coreto situado na então Avenida Ruy Barbosa, atual Avenida Presidente Tancredo Neves, que contou com a presença de personalidades políticas da época, maestros e famílias de populares. Assim foi veiculada a notícia:

Foi inaugurado a 29 do mês findo, o coreto mandado construir pela Câmara Municipal na parte ajardinada da Avenida Ruy Barbosa.

Às 17 horas e meia, presentes o Dr. Antônio Viegas,presidente da Câmara, vereadores, autoridades, grande número de famílias e grande massa popular, o Dr. Viegas deu como inaugurado o coreto, sob o patrocínio dos maestros João Pequeno, João Feliciano de Souza, Euclides de Carvalho Lima, José Quintino dos Santos, Theophilo Rodrigues e José Cândido das Neves.

O cadete Adherbal de Souza, usando a palavra, fez vibrante discurso, entusiasticamente aplaudido. Em seguida, a banda do 11° Regimento executou magistralmente a ‘Ave Maria’ do Guarany e outras peças do seu repertório.

O coreto projetado é construído pelo Sr. Rossino Baccarini, é muito elegante e bem acabado, sendo muito feliz a escolha de sua localização.

De acordo com informações retiradas do Parecer Técnico sobre Tombamento de 001/2006, o Praça da Avenida que abriga o imóvel é formada por três núcleos, estando o coreto situado na parte central.

A construção é em planta hexagonal com abertura para todos os lados. A necessidade de altura para maior visibilidade do público, fez com que se construísse o coreto em dois pavimentos.

No pavimento térreo construiu-se uma sala de apoio, que durante muitos anos cedeu lugar para um bar, desalojado na administração municipal 2005-2008. O térreo é recuado, com a escada de acesso ao segundo pavimento na sua parte externa.

Seis pilares fazem a sustentação da construção, todos com detalhes decorativos em mão-francesa para composição do beiral do telhado. Este, por sua vez, recebe cobertura em chapa galvanizada.

O forro interno é de ripas de madeira envernizada.

O guarda-corpo é todo trabalhado em placas de concreto rendilhadas, assim como o encontro do s pilares com o forro e o telhado.

Já o relatório produzido pela conselheira do Conselho Municipal de Preservação do Patrimônio Cultural, reitera que o coreto foi construído a pedida da Câmara Municipal da época.

Após a década de 1960 teria sido concedido irregularmente/ilegalmente para utilização como bar, tendo ocorrido, neste período, a descaracterização de sua arquitetura, fato já descrito acima, e também a falta de manutenção aliada ao desleixo com a higiene.

O processo de ocupação pelo bar durou vinte anos. Porém, a reintegração de posse do coreto foi adiada em algumas oportunidades, quando a Justiça determinou a desocupação do imóvel e a então administração municipal não solicitou uma diligência para efetivar a sua retomada.

A desocupação foi concluída com a expulsão do comerciante em abril de 2005, o fechamento do bar e a reintegração do imóvel ao município.

Assim, após décadas de luta judicial, o coreto foi reintegrado, revitalizado e atualmente abriga, no térreo, o Centro de Atendimento ao Turista.

No pavimento superior sua atividade original (apresentações musicais) pode ser novamente desenvolvida após a revitalização empreendida pela administração 2005-2008 da Prefeitura Municipal de São João del-Rei.